Coluna "Plano de Vôo": Desigualdade tributária no Brasil

O Brasil foi eleito o país com a maior desigualdade tributária da América Latina, conforme estudo do  Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) divulgado ontem nos EUA. Entre as constatações, o fato de que um trabalhador em uma empresa de apenas um funcionário, que paga o imposto Simples como pessoa jurídica, contribui com o equivalente a um décimo do que paga um assalariado de renda igual, mas com carteira assinada.
“Além de possuir uma alta carga tributária, que hoje gira em torno de 39% do PIB, o Brasil tem ainda elevado custo para cumprir as obrigações fiscais impostas pelo fisco”, afirma o sócio da Crowe Horwath Brasil, Leandro Cossalter. E poucas pessoas sabem, mas no Brasil existem 88 tributos divididos entre impostos, taxas e contribuições, que se multiplicam em mais de 150 declarações que devem ser entregues ao fisco durante o ano, divididos entre os ramos de atividade, acrescenta.
Mais uma mordida do “Leão”
Para Armando Pedro, advogado do Pinheiro Pedro Advogados, o projeto de lei que regulamenta o pagamento da gorjeta entre profissionais de hotelaria e restaurantes interessa aos sindicatos da categoria, mas sobretudo ao governo, pois o empregador terá que lançar na nota fiscal o valor cobrado a título de gorjeta, com finalidade de cobrir encargos sociais e previdenciários.
Publicado no dia 16 de maio de 2013, na coluna “Plano de Vôo” do jornal DCI.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s